Warning: preg_match(): Allocation of JIT memory failed, PCRE JIT will be disabled. This is likely caused by security restrictions. Either grant PHP permission to allocate executable memory, or set pcre.jit=0 in /home/logg2l/public_html/wp-includes/load.php on line 46 A logística na Copa – G2L Logistica

A logística na Copa

Compartilhe este post

Por Redação | 

A Copa é um dos maiores eventos esportivos do mundo, quando dezenas de países convocam seus melhores jogadores para representá-los em jogos que entram para a história do esporte e ficam para sempre na memória dos torcedores. 

Durante o período de um mês, pessoas em diversos locais do globo mudam suas rotinas, param suas atividades e se juntam entre familiares e amigos para assistir estes confrontos. Segundo dados da FIFA, cerca de 3,5 bilhões de pessoas assistiram a última edição, realizada em 2018. 

E, ao contrário do que muitos pensam, a grandiosidade desse evento não se resume ao que acontece apenas dentro das quatro linhas. Diversos processos logísticos ocorrem nos bastidores durante meses para que todo o espetáculo seja realizado em apenas 30 dias, sem deixar para os acréscimos do segundo tempo. 

Mas estes processos não acontecem apenas entre as partes que compõem o campeonato mundial. A copa traz consigo muitos impactos, seja no país sede ou naqueles que participarão como espectadores. 

Saiba mais sobre a Logística na Copa nesta matéria que preparamos! 

Preparação

A maior competição do mundo acontece a cada quatro anos, sempre em um novo país sede. Como, por exemplo, aconteceu na Alemanha (2006), África do Sul (2010), Brasil (2014) e Rússia (2018). Agora em 2022, a sede do torneio será no Catar. 

Localizado na Península Arábica, o país vai participar da copa pela primeira vez em sua história e tem se preparado não apenas dentro de campo, mas fora dele também. 

Esta será a copa mais cara da história. Com um orçamento de mais de 200 bilhões de dólares, a organização do torneio já começa anos antes do apito inicial.  

Desde 2011, o país construiu sete dos oito estádios que serão utilizados no torneio. Só que, muito além de construir e reformar estádios de futebol, houve investimento para receber e atender turistas que chegam simultaneamente ao país.  

Do total investido pelo Catar, estima-se que mais de 80% correspondem à infraestrutura de transporte e acomodação. E se o investimento é tão expressivo em infra e transporte, o país que vai sediar a Copa em 2022 pode ficar tranquilo em relação à movimentação de cargas e deslocamentos. 

Vantagens logísticas do campeonato no Catar

Com apenas 2,9 milhões de habitantes, o país do Oriente Médio será o menor na história a sediar uma copa. 

A expectativa é de que o Catar receba mais de um milhão de torcedores, que acompanharão os jogos em Doha, capital do país. Os turistas terão três principais alternativas para se deslocar: ônibus, metrô e bonde. 

Durante o torneio, é preciso destacar a logística no transporte de materiais esportivos, atletas, equipes técnicas, equipamentos e premiações. Além, é claro, do desafio em abastecer delegações e torcedores dentro dos estádios e nos arredores. 

O Catar também será destino das 31 seleções que disputarão o mundial. Diferente de outras copas, a principal vantagem logística desta será a curta distância entre os estádios. Isso porque os mais distantes estarão em um raio de apenas 70km um do outro

Para efeito de comparação, a edição realizada no Brasil, em 2014, é considerada a copa com maiores deslocamentos da história. Apenas na primeira fase do campeonato, a seleção brasileira percorreu mais de 7 mil km entre os jogos, ou seja, 100 vezes mais do que se deslocará durante toda a edição do Catar. 

Outro ponto importante também será a acomodação de parte dos jogadores. Dos times classificados para a copa, 24 estarão acomodados em um raio de 10km de distância. Doha contará com CT’s (Centros de Treinamento), vilas, resorts e hotéis de 4 e 5 estrelas. Ao contrário de outras edições, as equipes permanecerão no mesmo local durante a copa. 

Sem a necessidade de voos internos, como aconteceu aqui no Brasil, por exemplo, as equipes terão mais tempo para seus treinos e repouso após os jogos. Portanto, o fluxo de transporte de materiais esportivos e outros itens torna-se mais rápido. 

Além do campo

A logística na Copa também tem impacto nos países que participam como espectadores. Um bom exemplo são as mais de 18 mil pessoas que se reuniram em São Paulo, no Vale do Anhangabaú, durante um único jogo da seleção brasileira na última edição, em 2018. 

Além do transporte e montagem do telão de LED de 100m², a organização do espaço que recebeu os torcedores foi indispensável para a festa verde e amarela. 

Segundo um levantamento realizado pela CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), a Copa deve render ao Brasil 1,48 bilhão em vendas no comércio e serviços relacionados ao mundial. O valor representa 7,9% a mais do que a última edição de 2018.

Por este motivo, durante a competição, operadores logísticos que atendem Varejo, E-commerce e outros segmentos realizam um planejamento estratégico para reduzir custos operacionais e também garantir as entregas dentro do prazo estabelecido. 

Lembrando que, por conta do calor excessivo na região, a copa desse ano será em novembro e coincidirá com outras datas importantes para o comércio, como o período da Black Friday e a proximidade com as festas de fim de ano. 

E qual a sua opinião sobre a logística na Copa? Em quais outros pontos ela também é importante? Interaja conosco nas redes sociais e acompanhe nossos outros conteúdos sobre este tema. 

Estamos nas principais mídias, sempre como @logisticag2l! 

Se você gostou desta publicação, compartilhe para que mais pessoas possam conferir nossas publicações e seguir com a gente #NaRotaDoFuturo! 

Newsletter

Cadastre-se e receba novidades!

Destaques
Últimas notícias
Não há mais posts!